0

0

sábado, fevereiro 02, 2013

No Jaraguá e na folia


Em 2010, foi uma das primeiras vezes que me recordo de ficar ansiosa pelo Jaraguá Folia. Desde que fiquei sabendo sobre esta iniciativa, pouco antes, já achava muito interessante, mas não fazia parte, nem sabia onde me encaixar.
Foi com a primeira edição do Grito Rock no Jaraguá em 2010 que me senti parte dessa folia. Ficava admirada de estar diante de um palco que estava tocando de tudo que não era dito como carnavalesco, no meio de tanto carnaval. Me dividia entre ver os blocos passando e prestigiar as bandas. Em 2011, voltei ao Grito Rock e prestigiei a sensacional Camarones Orquestra Guitarrística da qual me tornei fã. E não posso deixar de passar por lá, para prestigiar esta iniciativa que despertou o público a aproveitar a sua maneira aquele dia de folia. Parabéns Popfuzz Coletivo pelo empenho, profissionalismo, talento, garra, por tudo!

Entre 2011 e 2012, um grupo começou a se formar, por amigos apaixonados por cinema, que decidiram apostar que seria prazeroso celebrá-lo no corredor da Folia. Depois de muita dedicação para organizar o bloco, mobilizar o público (cinéfilos, realizadores, conhecidos e desconhecidos), arrecadar dindin e contratar banda de frevo, criar o hino do bloco, decidir a fantasia, preparar o estandarte e tantas outras coisas.
Restava colocar o bloco na rua e vivenciar todas as histórias resgatadas pelas fantasias de personagens do cinema, toda a euforia e irreverência em desfilar pelo Jaraguá Folia.
Em 2013, No escurinho é mais gostoso encantou pela segunda vez a todos que o viram e prestigiaram. É preciso agradecer a dedicação de todos que embarcaram na maratona de trazer ainda mais irreverência e criatividade para o Jaraguá Folia. Agradecer também aos que vestem a camisa do No escurinho o ano inteiro e nos contemplam com seu talento e originalidade, através da arte e das ações. Parabéns!
Lembrar que você também pode fazer parte do No escurinho, seja na folia ou na correria, é só chegar junto!