0

0

quarta-feira, setembro 26, 2007

Pôr-do-sol em Penedo


Ali em dois, mas não em duo
Por desejo, por ímpeto, e o medo
Um deliciamento de um momento que não passou daquele segundo

Contato, tato, destrato, desencontro
Alguns prazeres, outros nem tanto
Cadê aquela harmonia, sintonia, calmaria?

Muitos desconcertos quase sem conserto
Minha sintonia tava diferente da sua
Eu percebi, e você?

As carícias que tanto me encantaram, onde estavam?
A química deixou de ter lógica
A lógica era já não ter mais química

O desejo se expressando cruamente
melhor com mais jeitinho, com mais carinho, mais bonitinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário