0

0

sexta-feira, maio 06, 2011

Iludida da vida

Elouise era uma mulher determinada, contudo essa característica acentuava um de seus mais recorrentes defeitos levar com seriedade tudo que estava a sua volta. Não pense que faltava nela um belo senso de humor, simpatia, paciência e uma doce (ou tola) bondade. E todos esses adjetivos somados nem sempre resultavam de uma maneira positiva de acordo com as escolhas e julgamentos dela.

Promessas

Certo dia, ao encontrar um conhecido na rua e colocarem o papo em dia, Eloise renovou as afinidades com ele em uma hora de conversa, a qual foi finalizada com uma promessa de marcarem uma saída  para rememorar suas vivências. Assim que colocou os pés em casa no fim do dia, lembrou-se de mandar o seu telefone por depoimento para o caro conhecido. Uma semana após a promessa de saída, deixou mais um recado para  o amigo, informando possíveis programações em que gostaria de contar com sua presença. Repetiu essa ação por mais três semanas, mesmo sem nunca ter recebido qualquer resposta do seu conhecido. Só então desistiu, pois foi vencida pelo cansaço.

Envolvimentos

Em outra ocasião, Eloise foi para uma festa de São João, antes de começar o reboliço um amigo aproximou-se e começou a demonstrar interesse em saber da vida dela, se estava lá sozinha, se estava namorando, se tinha combinado de dançar forró com alguém que estava ali, e assim a tirou para dançar. Eloise gostava muito de dançar forró e como o acompanhante sabia dançar, tratou-o com muito carinho e acabou por envolver-se sentimentalmente. Pois o que antes pareciam sentimentos singelos foram intensificados com a possibilidade de ter uma companhia tão interessante em seu cotidiano. Ele por sua vez tratou-a com muito carinho, conversaram e dançaram a noite toda.
Ela foi dormir muito realizada e esperançosa de manter contato com ele. Mandou mensagem para o celular dele no dia seguinte dizendo o quanto tinha curtido aquela noite, e que queria compartilhar mais momentos com ele. Após três dias sem resposta Eloise mandou um email e também não obteve resposta. Ao final daquela semana encontrou com ele por acaso, percebeu o distanciamento com que ele a tratou. E após despedir-se dele, foi informada por um amigo em comum que ele estava interessado em outra pessoa.

Profissão

Após formar-se em pedagogia Eloise estava um pouco desolada pois não havia recebido nenhuma proposta de emprego. Uma semana em casa sem dinheiro para sair pela cidade procurando vagas ou deixando currículos. Naquela segunda antes de terminar de tomar seu café da manhã o telefone tocou, era sua madrinha dizendo que tinha uma oportunidade de emprego para ela. Uma mistura de ansiedade e alegria tomaram conta dela, até receber a informação que ainda não havia data para a realização da seleção, contudo era o colégio onde sua tia trabalhava.
Depois dessa notícia, Eloise, até conseguiu dinheiro com sua mãe para imprimir alguns currículos e entregou-os, mas sempre com a possibilidade que sua madrinha havia falado em mente.  No dia da seleção, ficou encantada com o colégio, imaginou em que sala daria aula, como seriam seus alunos, como abordaria os assuntos, que recursos poderia usar para promover maior interação. Contudo, a professora que estava para sair pediu um adiamento de seis meses, e como Eloise já havia passado na seleção. Passou esse tempo sonhando acordada com o emprego e conformou-se em dar aulas de reforço em casa.
No entanto, quando finalmente assumiu o seu cargo, encarou uma realidade menos amistosa que a sonhada. Tentou conformar-se e ainda ficou dois anos naquele colégio, porém, investiu numa viagem de estudos e ao retornar preferiu voltar a dar aulas particulares.

Produção


Eloise nunca quis trabalhar com teatro, até ser convidadas por um grupo de amigos que participava de uma companhia teatral para quebrar um galho na bilheteria do teatro. Eis que ao fim da temporada, encontrou-se instigada a continuar respirando teatro e propôs aos amigos a  elaboração de uma peça com uma ideia sua. A princípio os amigos demonstraram-se interessados.
Entusiasmada, Eloise, convidou um dramaturgo, selecionou os atores e convidou um diretor. Dividiu as atividades de produção e divulgação com os amigos e por mais que tenha estranhado a falta de conhecimento deles a cerca de alguns problemas na organização da peça, só foi perceber que eles pouco tinha feito para providenciar os detalhes da estréia na semana anterior a esta. Desdobrou-se para compensar o que estava pendente e realizou a estréia sem os amigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário