0

0

sexta-feira, agosto 19, 2011

Ausência

Não escrevo tanto quanto falo, por isso ao menos quando escrevo tento não mencionar muito o que me faz falta, ou sobre as minhas frustrações, poderia dizer que é para evitar a dor ou porque sou uma pessoa reservada, mas nada disso seria verdade. Não escrevo porque estou cansada desse assunto e sei o quanto poderia alongá-lo por aqui e para não correr o risco de deixá-los morgados evito, a tal ponto que acabo nem mais escrevendo contos ou poesias.
Mas como tenho me tornado ausente por aqui, trouxe o tema neste post, pois não quero ausentar-me daqui, contudo meu computador quebrou. Com certeza não foi a primeira vez, é o terceiro computador que me abandona. Felizmente possuo esse tablet que ganhei há menos de um mês num sorteio. Deus escreve certo, agradeço muito a ele por isso.
Não posso fazer tudo que preciso, e apanho um pouco pela falta de mouse e por não ter encontrado as instruções ergométricas para o uso deste equipamento tão moderno, rs Mas o fato é que tem sido muito útil e apesar de ansiar por um computador novo, fico aliviada de tê-lo para suprir as pendências de cada dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário