0

0

segunda-feira, março 12, 2012

Fotografia e eu

Cresci revendo as fotos de quando era criança.
O curioso é que não guardo em minha memória o que vivenciei antes dos meus 7 anos, e dos 7 aos 14 lembro de situações poucas. E assim era através das fotos que minha mãe contava o que aprontei, aprendi e vivi.
Não eramos compulsivos por fotografia enquanto tínhamos a disposição apenas a câmera analógica. Mas com certeza não faltava câmera, nem filme, nem fotos.
Em 1998 tive que me despedir do colégio no qual estudei 12 anos de minha vida (estava com 14 anos), era a primeira grande mudança na minha vida (já que nunca tinha se que mudado de casa). E para registrar o meu último ano no colégio, andava com a câmera analógica sempre que possível. Em 2001 mudei novamente de colégio, e como o cronograma deste colégio novo envolvia muitas festas e confraternizações, grudei na minha analógica mais uma vez. E esse grude na analógica foi intensificado em 2003 pois na faculdade passei a vivência com palestras, reuniões, seminários, festas, confraternizações e queria registrar tudo, afinal estava cursando comunicação, habilitação Jornalismo.
Tive contato pela primeira vez com uma câmera digital em 2004, utilizava câmera emprestada da Universidade e principalmente câmera emprestada de amigos. Pois somente em 2007 ganhei minha 1ª câmera digital.

Fotografar sempre foi um prazer, desde que recebi a minha câmera digital o prazer dobrou, assumi a necessidade de registrar e só me apaixono ainda mais pela fotografia. E foi justamente ao ver hoje fotos que me fizeram sentir e querer ainda mais registrar, que estou aqui compartilhando sobre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário