0

0

segunda-feira, setembro 21, 2015

O que era apenas um reflexo

É difícil dimensionar como perceber algo tão simples como um reflexo transformou-se e transforma-se em uma diversidade de construções poéticas visuais feitas por mim e por tantos e maravilhosos artistas.

Lembro do dia que percebi a janela de casa pela xícara de café de minha mãe e de como foi emocionante descobrir o céu nela e o jardim de casa. Foi uma aproximação do que já me encantava, a janela, o céu e o jardim, potencializados ao estarem "mergulhados" naquela xícara de café.

Ainda resisti em sair por aí "mergulhando" em reflexos. Mas depois que parei de resistir, até esqueci porque resistia. A coisa mais natural é fotografar reflexos, ao menos pra mim.

Um comentário:

  1. Eu aderi a este exercício visual graças a sua influência. além das fotos fiz um vídeo também.
    Acho que você deveria se arriscar num ensaio audiovisual ou mesmo um filme sobre os reflexos da sua cidade. Que tal?
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir