0

0

quinta-feira, setembro 18, 2008

Retrospectiva do meio do ano

Apresentar o meu Trabalho de Conclusão de Curso, algo que mais tive receio do que ansiedade, e algo que acabou sendo mais difícil pois só me livrei desse tormento com duas horas de atraso. E lá estava eu realizando o meu primeiro feito como formanda. Foi assim que comecei março.
E depois desse passo, eu nem dei muitos, queria mais era ficar de bobeira, aproveitar as "férias" antes que a responsabilidade batesse à minha porta. Mas eis que mesmo eu fugindo dela, não foi que ela deu um jeito de me assombrar.
Antes que março terminasse eu recebera uma proposta de emprego, e começou um processo que só foi se concretizar em julho, mas é claro que muita coisa rolou nesse meio de caminho. Comecei uma parceria que me ensinou muito e divertiu também, pois como é que se faz mesmo a assessoria de um artista plástica? Só coisa de gente doida mesmo... Celebramos um bucado, mas o dinheiro já começava a ausentar-se.
Abril foi o mês das cerimônias e mais algumas celebrações, Colação de grau ou meu dia de beca, colocação da placa e missa (minha mãe fez questão de ir). E aí tornou-se oficial, não havia mais vínculo com a Ufal.
Maio sempre é um mês especial, ainda mais por terminar com o meu aniversário, rs Foi aí que fiquei sem computador, foi aí que começou um Olhar Brasil, foi aí que tive boas e nem tão boas surpresas, mas tive uma ótima festa, mesmo não estando muito feliz com os meus amigos. Recebi algumas propostas de trabalho, uns temporários e outros que pareciam que iam durar.
Junho foi um mês de aprender a ser Saudavel subversiva, algo que não foi só flores e que eu nem sei se aprendi mesmo. Eu fiquei deslumbrada com um olhar circular, eu fiquei realizada de poder fazer filmes, mas nada ficou além do projeto, ou do 1° corte.
Pois foi só julho começar que às águas se tornaram um tanto revoltas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário