0

0

sexta-feira, junho 17, 2011

Sobre @thatsLuk

Estava num show que como foi anunciado foi o maior encontro da arte alagoana, tinha sido um fim de semana puxado, mas nem imaginava que acabaria por terminá-lo no hospital.
Um pouco depois das 19h do dia 05 de junho meu irmão @thatsLuk caiu de um quadriciclo, bateu a cabeça e precisou ser socorrido. Por volta de 19h20 ele me ligou informando que havia caído, nas palavras dele "Tou bem, mas já chamaram a SAMU." Com certeza eu dei muito mais valor a palavra “SAMU” do que ao “Tou bem” dele.
Ele foi consciente até o hospital. No primeiro atendimento deram pontos no corte na cabeça dele e limparam os arranhões pelas costas, mãos, rosto, joelhos, pé. Quando o colocaram na observação sobre o pretexto de esperar um neurologista ou uma tomografia, foi quando conseguimos entender a gravidade da situação. Pois ele começou a ficar sonolento, tava com muita dor e já não conversava mais como antes. Foi estranho porque as únicas pessoas que o observaram a princípio na observação fomos nós, as enfermeiras e os médicos só tomaram atitudes quando nos desesperamos.
Precisou ser colocado no respirador e ser rapidamente transferido para a UTI, foi colocado em coma induzido. Depois das 22h a neurologista veio nos informar que ele precisaria de cirurgia. Quando o neurocirurgião veio nos explicar o procedimento, informou-nos que ele corria risco de vida e que a cirurgia era muito delicada.
Meu irmão só foi levado para a cirurgia por volta de meia-noite do dia 06 de junho de 2011. Era um momento em que o que eu mais queria era me comunicar com todos para pedir orações por ele. Mas estava sem crédito, só com bônus para ligar para fixo e mandar mensagem. Ainda consegui compartilhar com três amigas, que me deram muita força.
Estávamos na sala de espera da UTI apenas minha mãe, minha tia e eu. Fizemos daquela sala nosso oratório. Foi muita reza, lágrimas, fé. Agradeço muito a Deus por ter compartilhado esse momento com elas. Pensei muito nas pessoas que passam por esse momento sem ninguém para rezar junto ou rezar por elas. E espero poder colaborar para amenizar ou somar em outras situações como esta.
Nunca pensei que ficaria aliviada em perceber que meu irmão respirava, e foi a primeira coisa que reparei quando ele passou na maca após a cirurgia, estava em coma induzido, mas ao ver o respirador mexendo, pensei comigo “Graças a Deus, ele está vivo!”.
O médico demorou para sair do centro cirúrgico, mas trouxe a boa notícia de que a cirurgia foi bem sucedida, e que aguardava fazer uma nova tomografia dentro de algumas horas para nos dar mais detalhes.
Passamos o restante da madrugada rezando em agradecimento e por sua recuperação.
Os amigos de meu irmão foram muito presentes, quatro deles passaram a tarde conosco esperando vê-lo, mas ele foi levado para tomografia no horário de visita, então ninguém pode visitá-lo, mas todos puderam vê-lo passando em coma induzido.
@thatsLuk passou três dias na UTI, mas desde o primeiro dia já tivemos notícias de que ele estava respondendo bem, pois até sentar na cama nos momentos em que a sedação passava ele o fazia. No quarto dia após a cirurgia ele foi transferido para um quarto no hospital.
Peço desculpas aos seus amigos e a ele, mas ao vê-lo receber um de seus amigos e não conversar dois minutos e dizer “Tô com sono, veio” e virar para o outro lado. Senti que não seria coerente divulgar nas redes sociais que ele já podia receber visitas.
Contudo no quinto dia (10 de junho) ele ganhou um celular do pai e logo estava no Twitter contando para todos e cobrando visitas. Para dizer o mínimo, ele conta tudo o que aconteceu em seu Twitter.
Agradeço muito a todos que nos apoiaram, rezaram, mandaram boas energias.

Hoje (17 de junho) ele irá para casa, graças a Deus. E mais uma vez é preciso lembrá-lo que precisa de paciência e tranqüilidade para potencializar a sua recuperação, quem engrossa o coro comigo?

2 comentários:

  1. Que texto lindo, Lari! Simples, objetivo e emocionante. Eu engrosso o coro com voce, pode deixar. ;)

    =***

    ResponderExcluir
  2. Anônimo8:18 PM

    Quando soube do acidente de seu irmão fiquei muito preocupada, ainda bem que tudo ocorreu bem. Não tive coragem de ir vê-lo no hospital, mas aqui em casa não parava de pensar nele. Pedia muito para que ele ficasse bem, que tudo desse certo! Mas finalmente tudo deu certo e ele está sã e salvo em sua casa...

    ResponderExcluir