0

0

domingo, janeiro 01, 2012

Começar uma história

Estou construindo a minha história há 26 anos e sete meses...
Uma característica que aflorou desde que me entendo por gente foi gostar de escrever, escrever para registrar ou para desabafar é natural e espontâneo. Com inspiração e sentimentos aflorados, quando sem muito hesitar deixo as palavras fluírem, por necessidade e prazer.
Contudo quando o direcionamento é para criar uma história, a coisa muda, tenho que travar uma briga contra a minha preguiça, inquietação e indisciplina. Quer seja para criar um roteiro, um conto, só de pensar em criar um romance já construo uma barreira imaginária na minha mente. Não consigo domar os pensamentos, construo e reconstruo, mas muito pouco consolido e deixo fluir.
Sinto, no entanto, que estou aprendendo, principalmente com ajuda de Tita, querida criança, personagem que tem se tornado minha amiga nos últimos meses, e também tem a Tete, prima de Tita. Ao refletir sobre as possibilidades de histórias e direcionamentos que posso dar para elas, acredito que poderei construir bons frutos, e agradeço por poder começar e recomeçar. Desejo celebrar nesse ano que inicia o nosso primeiro ano de convivência e histórias.
O primeiro de muitos anos e de muitas histórias, meninas!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário