0

0

quarta-feira, novembro 22, 2006

Aparent e mente

Sonhava, suspirava. Demorou para perceber que estava rodeada de estrelas. Passou então a viver no mundo das estrelas. Imaginava que todas as pessoas que estavam ao seu lado tinham aquele brilho encantador, até as que ela mal conhecia.
E a cada pessoa que ela vislumbrava pela primeira vez o brilho parecia mais intenso do que fora na anterior. E ela observava cada detalhe do reluzir daquelas luzes e sempre arranjava milhões de explicações para serem mais intensas.
Até que um dia descobriu que uma de suas estrelas nunca mais estaria ao seu lado, que havia feito uma viagem sem volta e que ela teria que se contentar com as lembranças, com os se's e com a saudade.
Pensou em relatar a história daquela estrela, mas ela tão pouco conhecia sobre, admirava-a muito mas não tivera tempo de descobrir todos os mistérios do seu brilho.
Mas certo dia quando a tristeza da partida daquela estrela ficou em segundo plano, ela pode perceber que o seu brilho continuava intenso, mesmo que inalcançavel, e que não queria esquecer dela nunca. E mesmo sem poder registrar a intensidade de seu brilho, ele estava ali e estaria até quando ela pudesse lembrar dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário