0

0

terça-feira, dezembro 05, 2006

Fajutamente revoltante.

Ela abandonou a escrita, os amores, o TCC, os objetivos, entre outros por algo que nem tinha tanto peso em sua vida, porque não foi com ela o sucedido. Contudo, coubera a ela ser a consciência de outrem, lembrar de tudo enquanto que umas das personagens nem fazia idéia de onde tinha se metido. MAs isso é outra história.
O assunto de agora é o quanto ela sofreu e ainda sofre, todavia o pior do sofrimento é não ser compreendido, e foram poucos que o fizeram, mas doeu fundo. MEsmo tendo tantos outros que compreenderam e não tiveram o que dizer, já que não há solução e nem consolo para a situação vivenciada.
E hoje ela vÊ tantas outras pessoas sofrendo algumas até sendo mais dramáticas do que ela já o fora, e como ela não consegue superar algumas mágoas e como ela não consegue entender porque não aceitam a ajuda ou a compreensão que ela oferece, o ego dela fica latente nas horas mais improváveis.
Ela tem dificuldade de pedir ajuda, adora ajudar, entretanto, ultimamente ela não sabe o que fazer para ajudar, com certeza é melhor deixar como estar.
Apesar de tudo ela ainda acredita que tudo acontece por um motivo ou por vários, o que a ajuda a esperar ou a iniciar uma próxima fase.



Nenhum comentário:

Postar um comentário