0

0

quarta-feira, junho 20, 2007

Através

O que ela esperava ao olhar com tanto afinco para aquele reflexo estampado no vidro?!
Sofria por não poder registrá-lo e ignorava que lá do outro lado alguém a contemplava através de seu olho de vidro e já a registrava há algum tempo e em algumas poses...
Era difícil explicar como ela via certas coisas por ângulos que outros não entendiam ou avistavam, e ela nem sempre podia registrá-los, sonhava em fotografar, mas não tinha uma camêra...
Não entendia porque aquela pessoa pensativa não a enxergava de camêra na mão a registrá-la com tanta presteza e admiração. Via o seu reflexo estampado no vidro formando junto com a pessoa distraída do outro lado uma figura só... A fotógrafa e as personagens de seu quadro ou de seu enquadramento, o fruto de seu contemplar, do seu olho de vidro, do seu olhar fotográfico...
A máquina já era a extensão de seu corpo, o reflexo era o vislumbrar de suas particularidades, o encatamento de curtir o observar pelo direito e pelo avesso...
Dentre algumas das fotos que foram feitas, a personagem emergia mais através da fotógrafa ou a fotógrafa englobava mais a personagem em seu reflexo. Estavam através do vidro, do reflexo, da lente, do obturador, dos pixels, uma através da outra.
Outra através da uma e uma através da outra, uma foto de cada lado, independente da personagem não estar com uma câmera, independente de que o registro do outro reflexo só estivesse presente em seu olhar... Estavam através do reflexo, e através de si mesmas...

Um comentário:

  1. amanda4:23 PM

    q erótico O.o

    dá pra ver a thalita ali... e essa fotografando tá estranho, pq sei q eh vc, mas n parece vc :S

    =***

    ResponderExcluir